A deputada estadual eleita pelo estado de São Paulo, advogada Janaína Paschoal, concedeu uma entrevista recente a uma das principais revistas do país, a "Veja". A nova parlamentar discerniu e foi indagada sobre diversos temas, como por exemplo, em relação à governabilidade do presidente da República, Jair Bolsonaro, e até mesmo, em se tratando do caso envolvendo o ex-assessor Fabrício Queiroz, que prestou serviços ao filho do mandatário brasileiro, Flávio Bolsonaro.

Entretanto, Janaína Paschoal reclamou de estar sentindo um certo "abatimento", conforme a deputada estadual eleita disse que estaria "um pouco desanimada", com o fato, segundo ela, de que pessoas do entorno político que venceram eleições queiram práticas que já estariam enraizadas no Congresso Nacional, em se tratando do Poder Legislativo, que engloba Câmara dos Deputados e Senado da República.

Deputada eleita por São Paulo fala de 'isolamento'

A deputada eleita do PSL pelo estado paulista, Janaína Paschoal afirmou durante sua entrevista à imprensa que "estaria sentindo menos conflito, do que, de fato, gostaria que o fosse".

De acordo com a deputada eleita, "as pessoas estariam se adaptando muito rapidamente a tudo como sempre tinha sido anteriormente e que isso a incomodaria muito".

Ainda segundo a deputada eleita do partido do presidente Bolsonaro, a mesma estaria "sentindo pouca disposição para realizar algo diferente". Porém, a jurista ressalta que essa situação não se trataria de partido político A ou B, mas sim em relação às pessoas novas que conseguiram se eleger e que várias siglas poderiam mudar, mas, que no fundo estão lhe dizendo que teria que ter os pés no chão.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Governo

Além disso, Janaína afirma que essas siglas partidárias a consideram que seja muito idealista.

Em um dos momentos mais fortes da entrevista, Janaína Paschoal assegurou que sabe o que está fazendo e que, embora um pouco desanimada, sabe que está certa e que, porventura, se quiserem isolá-la, que a isolem. A nova parlamentar da Assembleia Legislativa do estado de São Paulo disse que a população, a sociedade, não teria sofrido e enfrentado tudo o que passou, para que tenham um Renan Calheiros no comando do Senado Federal.

Janaína afirmou, de modo taxativo, que todos devem ser investigados em relação à quaisquer condutas que possam ocorrer irregularidades, não somente o caso que rememora ao ex-assessor Fabrício Queiroz, mas também, em relação aos outros deputados da Assembléia Legislativa do estado do Rio de Janeiro, para que não pairem investigações tão somente dirigidas à situação do senador eleito, Flávio Bolsonaro.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo