Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, autorizou, nesta quarta-feira (30), a saída temporária do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, da prisão, para que ele pudesse se encontrar com familiares.

O pedido da defesa do petista era de que a Justiça concedesse a permissão para que ele pudesse comparecer ao enterro de seu irmão, Genival Inácio da Silva, que faleceu no início da tarde desta terça-feira (29), vítima de complicações decorrentes de um câncer.

O sepultamento estava previsto para ocorrer às 13h, no município paulista de São Bernardo do Campo. A decisão de Toffoli, por sua vez, foi divulgada por volta das 12h45, quando o cortejo fúnebre já encontrava-se em andamento. Diante dessa situação, o velório de Vavá, como era conhecido, foi marcado por alguns protestos, mediante a ausência de Lula.

Lula desiste de ir até São Bernardo do Campo

Diante dessa incompatibilidade de logística por conta do horário, as lideranças do Partido dos Trabalhadores informaram que o ex-presidente havia desistido de ir até São Bernardo do Campo.

O ex-ministro Gilberto Carvalho chegou a lamentar a demora para que a decisão fosse proferida, explicando a inviabilidade do deslocamento de Curitiba, onde o político cumpre sua pena, até o estado de São Paulo.

A decisão do ministro permitiu a Lula o direito de se encontrar com os seus familiares no interior de uma unidade militar, com a possibilidade de que o corpo de seu irmão fosse deslocado até o local. Todavia, Vavá foi sepultado no início da tarde, no Cemitério Paulicéia, em São Bernardo do Campo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula

Polícia Federal alegou empecilhos para a concessão do pedido da defesa de Lula

Em sua decisão de nove páginas, Dias Toffoli afirmou que a Polícia Federal posicionou-se contrariamente à defesa do petista. Isso porque, segundo a instituição, seria totalmente inviável o planejamento do deslocamento da viagem até São Bernardo, fator limitante à concessão do pedido tal como fora formulado.

Ademais, apontou-se também a possível existência de um risco para a segurança, tanto dos presentes na cerimônia, quanto dos agentes públicos escalados para a operação.

Isso porque, segundo a Polícia Federal, estava-se levando em conta as várias notícias veiculadas em redes sociais, as quais apontavam a convocação da militância do Partido dos Trabalhadores para o comparecimento no local.

Todavia, o ministro afirmou que esses fatores não poderiam impedir o direito de Lula. Por esse motivo, decidiu-se tomar, de forma parcial, a garantia do político, concedendo-lhe a possibilidade de se encontrar com seus parentes, ou até mesmo com o corpo de Vavá, em uma zona militarizada com maior controle de segurança.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo