Após longos dias de quarentena, o Governo do atual presidente, Jair Messias Bolsonaro, prepara campanhas para que o país volte à normalidade. De acordo com o presidente, esse momento não é de pânico, pois isso ele acha válido a volta das atividades. Em decorrência do coronavírus, muitas empresas e escolas fecharam, informa Bolsonaro.

As campanhas produzidas tem o intuito de fazer com que a economia do país não caia, já que muitas pessoas estão sem trabalhar em decorrência da pandemia. O Ministério da Saúde continua a informar que a quarentena permanece, já que a proliferação do vírus ainda se encontra presente em todo o mundo, principalmente em alguns estados do Brasil.

Quantas mortes foram registradas?

Tendo o Brasil como exemplo, cerca de 77 mortes foram registradas até o momento. A maioria das vítimas estão no estado de São Paulo, seguido do Rio de Janeiro. Ambos os estados se encontrarem em quarentena.

O governador de São Paulo, João Dória, informou que medidas estão sendo feitas no estado para tentar coibir o avanço da proliferação do vírus. Já o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, informou que medidas extremas foram tomadas para reduzir o risco do vírus, como: fechamento de todos os comércios e a paralisação em massa de algumas empresas.

Até o presente momento, China e Estados Unidos são os países que concentram o maior número de mortes e suspeitas do vírus.

A Itália também apresenta números alarmantes, tendo mortes diárias.

Até o fechamento dessa matéria, não tiveram novas informações sobre mortes em decorrência do coronavírus no Brasil.

O coronavírus tem cura?

De acordo com informações do Ministério da Saúde, a covid-19 é uma doença contagiosa que é possível ser infectado pelo ar.

Até o presente momento existe apenas tratamento controlado. Muitas pessoas se encontram em estado crítico, pois uma das consequências da doença seria problemas respiratórios.

Com isso, muitos idosos estão sendo mantidos em quarentena, já que a imunidade de muitos são baixas, onde o risco é maior do que uma pessoa de baixa idade.

No momento, a maioria dos casos fatais do coronavírus são pessoas acima dos 60 anos. Não tiveram muitos casos envolvendo crianças ou adolescentes, mas a prevenção segue para todos.

Bolsonaro e suspeitas de vírus

Após realizar viagens internacionais, o atual presidente apresentou suspeitas do vírus. Rapidamente, o parlamentar realizou exames, que apontaram como negativo para o contágio do vírus, segundo informações de suas redes sociais oficiais. Além de Bolsonaro, outras pessoas ligadas ao presidente também fizeram o exame.

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, que participou de uma reunião com Bolsonaro também realizou exames, onde também deu negativo.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!