Em meio à pandemia da covid-19, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a descumprir medidas de isolamento impostas pelo Ministério da Saúde. Desta vez, o chefe do Executivo federal visitou o canteiro de obras de um hospital de campanha em Águas Lindas de Goiás, no entorno de Brasília, o primeiro construído pela União.

Após chegar ao local, muitos apoiadores aproveitaram para tirar fotos e também o cumprimentar, medida essa que é imprópria nesse momento de pandemia, de acordo com informações de agentes da saúde. Durante a aglomeração, o parlamentar usou as mãos para retirar a máscara e depois cumprimentou quem se aproximava.

bolsonaro chegou a ganhar um beijo na mão de uma mulher e foi embora de helicóptero logo em seguida.

A atual atitude do chefe do executivo está sendo bastante questionada por alguns parlamentares, inclusive por internautas nas redes sociais. Mandetta chegou a condenar a aglomeração de pessoas. "Posso recomendar, não posso viver a vida das pessoas. Pessoas que fazem uma atitude dessas hoje daqui a pouco vão ser as mesmas que vão estar lamentando", disse Mandetta.

De acordo com as últimas informações cedidas pelo Ministério da Saúde, o Brasil registrou 1.124 mortes e 20.792 casos confirmados de coronavírus. São Paulo é o estado mais afetado com a proliferação do vírus, onde 560 pessoas foram vítimas fatais.

Logo atrás vem o estado do Rio de Janeiro, registrando cerca de 155 mortes.

Bolsonaro contra Mandetta

O presidente está tendo alguns problemas para impor a retomada das atividades profissionais. Um desses empecilhos é o atual ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. O médico está sendo a favor de manter o Brasil paralisado durante esse período de quarentena, onde ele entende que o posicionamento do atual presidente está errado, tendo em vista que muitos brasileiros poderiam ser vítimas fatais se parte das atividades profissionais fosse retomada no país.

Diante disso, Bolsonaro chegou a cogitar a demissão de Mandetta do cargo de ministro da Saúde. Após sair essa suposta demissão, muitos veículos de imprensa realizaram manchetes a respeito do caso, onde parte da população se manifestou pelas redes sociais sendo contrária à possível medida do presidente.

Depois de algumas horas, o parlamentar voltou atrás e decidiu manter Mandetta no cargo.

A desistência aconteceu após Bolsonaro se reunir com alguns políticos do seu atual Governo, onde ele acabou sendo convencido a manter o médico no cargo de ministro da Saúde.

Panelaços

Por ter essa posição sobre o coronavírus, muitas pessoas estão realizando panelaços quando Bolsonaro realiza algum pronunciamento ao vivo. Pelo fato de não poder ter manifestações nas ruas, algumas pessoas improvisaram e decidiram se manifestar dentro de casa, com fortes barulhos nas panelas enquanto o chefe do Executivo discursa.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!