O atual ministro da Justiça, Sergio Moro, foi criticado pela sua atuação em relação à segurança pública, de acordo com palavras proferidas pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB). De acordo com informações cedidas pelo UOL, o governador acha favorável a substituição do diretor-geral da Polícia Federal.

Em uma entrevista para uma coluna, Ibaneis informou que o atual ministro da justiça não está desenvolvendo correta a sua função política em meio aos problemas que o país vem enfrentando. "Não deveria trocar só o diretor, não. Deveria trocar o ministro", comentou o governador, referindo-se ao Sergio Moro.

O governador do Distrito Federal entende que nesse período, Sergio Moro não fez uma boa gestão política e ainda afirmou que se ele saísse do cargo, não iria surtir tanto efeito. "Se sair, já vai tarde", disse o governador.

Refente às críticas, o atual ministro ainda não se pronunciou. Até o fechamento dessa matéria, nenhuma informação adicional foi apresentada sobre o respectivo caso apresentado.

Sergio Moro

Durante esse período de proliferação do novo coronavírus, o atual ministro da justiça tomou algumas providências jurídicas. Moro sancionou uma lei para punir aquelas que descumprissem com a quarentena. De acordo com informações, as pessoas que sentirem os sintomas do novo coronavírus e transitarem pelas ruas, poderão ser penalizadas em até 1 ano de prisão.

Já aquelas pessoas que tiverem ciência do contágio e transmitirem para outrem com intuito, poderá ser penalizado com até 15 anos de cadeia. O objetivo é prevenir que novos casos referentes a doença surjam no país, tendo em vista que 3.313 pessoas já vieram a óbito e pouco mais de 49.492 foram diagnosticados com o contágio do vírus.

Até o momento, não tiveram dados precisos de quantas pessoas foram penalizadas por descumprirem as novas ordens aplicadas por Sergio Moro.

Coronavírus

O novo vírus já alcançou todo território nacional, com os estados do Rio de Janeiro e São Paulo sendo os mais afetados. Diante disso, formas de prevenção estão sendo compartilhadas nas redes sociais por profissionais da área da saúde, tendo em vista que muitas pessoas continuam desorientadas a respeito da doença.

É aconselhável usar máscaras e luvas cirúrgicas nos lugares onde possui mais aglomeração de pessoas. Além das luvas cirúrgicas, é válido o uso do álcool em gel, já que o vírus permanece na pele durante algumas horas. Ainda não tiveram informações por parte das autoridades governamentais a respeito da retomada das atividades profissionais no Brasil.

Siga a página Sergio Moro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!