O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) esteve presente no evento de solenidade para a formação de novos soldados que serviram ao Exército da Aeronáutica. O evento aconteceu na cidade de Pirassununga (SP).

Bolsonaro prestou discurso e aproveitou para alertar aos novos militares sobre a ambição de pessoas que desejam roubar a liberdade que existe no Brasil.

Em sua fala, Bolsonaro diz que os militares devem sim se preocupar em servir com excelência ao Brasil, mas também devem se preocupar e ficarem atentos quanto às pessoas que querem roubar a liberdade dos brasileiros.

"Se esmerem cada vez mais no profissionalismo, no bem servir à tua Pátria e, mais do que servir à Pátria, se preocupar com tudo, porque não falta sempre alguns maus brasileiros que querem roubar aquilo que é de mais sagrado que existe entre nós, a nossa liberdade", disse.

Ele ressaltou que os soldados não podem se preocupar apenas em ser bons militares, mas também devem estar atentos a tudo que se passa em seu redor para agir na hora certa.

Em outro trecho, o presidente diz que os militares sempre defenderam a nação, pois já houve um tempo em que o Brasil enfrentou momentos difíceis e as Forças Armadas defenderam os brasileiros e trouxeram o que é mais sagrado para qualquer povo, a liberdade de decidir sobre o próprio futuro.

Após o termino do evento, Bolsonaro se dirigiu até a multidão sem máscara e posou para tirar fotos com pessoas que estavam no evento. Outros políticos estavam participando da comitiva junto ao presidente, entre eles seu filho Eduardo Bolsonaro (PSL), o ministro-chefe da Secretaria do Governo, Luiz Eduardo Ramos, entre outros.

Pesquisa mostra que Bolsonaro seria reeleito para presidente

Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Paraná sobre uma possível eleição para presidente da República do Brasil, o atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido) poderia conseguir a reeleição em segundo turno.

A pesquisa foi realizada em um cenário em que aparecem ao menos 12 possíveis candidatos para eleição de 2022.

Bolsonaro lidera em todos os cenários contra os possíveis candidatos. Entre os candidatos testados estão Ciro Gomes (PDT), João Doria (PSDB) e João Amoêdo (Novo).

Além deles, foram testados Fernando Haddad (PT), Flávio Dino (PC do B), Guilherme Boulos (PSOL), Luciano Huck (sem partido), Luiz Henrique Mandetta (DEM), Lula (PT), Marina Silva (Rede) e Sergio Moro (sem partido).

Ainda falta muito tempo para o início das Eleições e os partidos ainda não definiram quem realmente vai concorrer ao cargo, mas a pesquisa é realizada com nomes que já participaram ou cogitam se candidatar as eleições para presidente.

Bolsonaro venceria em todos os cenários com uma variação entre 33% e 36% dos votos, e o segundo lugar ficaria entre o ex juiz Sergio Moro (12%), o ex-presidente Lula (18%) ou o ex-governador Ciro Gomes (8%-12%).

Bolsonaro também venceria as eleições caso tivesse que ir para o segundo turno contra cinco dos possíveis candidatos. Entre eles estão os nomes de Lula, Sergio Moro e Ciro Gomes. Destes candidatos, o que mais se equipara a Bolsonaro seria Sergio Moro.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Eleições
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!