Atualmente o Brasil mantém uma relação "amigável" com o governo dos EUA. Apesar do evidente favorecimento para o lado norte-americano, visto a admiração que o atual presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, declara pelo presidente americano, Donald Trump.

Essa predileção favorece muitas medidas que antes eram vistas com certa resistência pelos governos anteriores, dentre elas a deportação de imigrantes brasileiros ilegais no país.

21,8 mil brasileiros foram para o exterior até julho 2019

Em busca de uma vida melhor e condições mais interessantes, muitos brasileiros buscam imigrar, principalmente devido às condições de emprego, renda e qualidade de vida fornecidas por países mais desenvolvidos, do ponto de vista econômico e social.

Segundo informações fornecidas pela Receita Federal, até julho de 2019, haviam sido apresentadas 21.873 declarações de saída definitiva do país. O recorde, no entanto, pertence ao ano de 2018, com um total de 23.149 comunicados.

Focando em aproveitar essas oportunidades, um dos países mais buscados pelos brasileiros desde sempre é o gigante americano, os Estados Unidos da América (EUA). Porém, apesar de um ser um sonho recorrente, ele nunca foi fácil, e ficou ainda mais difícil com as novas políticas de imigração estipuladas pelo governo americano, em concordância com o governo do presidente Jair Bolsonaro, que, apesar de próximo, em termos, do líder norte-americano, vem dificultando a vida dos brasileiros que imigraram para o país, principalmente aqueles que o fizeram de forma ilegal.

Dados fornecidos pelo governo norte-americano mostram que 18 mil imigrantes brasileiros foram capturados nas fronteiras do país no ano de 2019, um recorde. Devido a este aumento no número de apreensões e também favorecido pela relação atual entre os governos, avaliam-se políticas públicas para a diminuição dos números apresentados.

Para isso, pretende-se aumentar o número de voos com a função de deportação dos imigrantes brasileiros ilegais no país.

Essa medida é derivada de um acordo feito entre o presidente brasileiro e o atual presidente norte-americano, com o intuito de aumentar a deportação dos brasileiros detidos tentando entrar em solo americano.

Expectativas na extradição dos imigrantes

A expectativa do aumento de extradições dos cidadãos brasileiros imigrantes ganha destaque em contraponto com a clara resistência dos governos anteriores em aprovar medidas nesse mesmo sentido, já que em 2019, este tipo de deportação foi autorizada somente uma vez, em um único voo contendo 70 cidadãos brasileiros em meados de outubro.

Anterior a isso, ocorreu apenas dois anos antes, em 2017.

Tanto os voos fretados com os voos comerciais podem ser utilizados para devolução ao país de origem dos imigrantes ilegais, porém, o segundo,depende da disponibilidade de assentos e atualmente não atende a necessidade, devido ao número elevado.

O último aumento elevado de tentativas ilegais de acesso aos EUA por brasileiros foi em 2016, onde foram registrados 3.252 casos. Em 2019 esse número teve um aumento de 600%.

Felizmente a medida não afetará em nada os brasileiros que estão no país norte-americano de forma legal. Porém, com essa medida fica evidente a mínima tolerância do governo americano com relação a estrangeiros ilegais de todas as nacionalidades, em especial os brasileiros, independentemente do nível de entrosamento político.

Resta agora aguardar as normas serem postas em prática de maneira eficiente, porém respeitosa.

Não perca a nossa página no Facebook!