Em meio à quarentena em razão da proliferação do novo coronavírus no Brasil, um policial militar do estado de São Paulo foi filmado por câmeras de monitoramento agredindo algumas pessoas que estavam descumprindo as medidas impostas por entidades governamentais. O caso foi registrado na zona norte de Ribeirão Preto na madrugada do último domingo (19), mas o conteúdo foi divulgado recentemente nos veículos de informação.

De acordo com informações cedidas pelo G1, algumas pessoas estavam passando na Rua Marcelo Perdiza quando eles avistaram uma viatura policial se aproximando. Um dos policiais militares que estava na viatura desceu com um bastão preto e começou a agredir algumas pessoas que estavam passando na rua.

Os jovens estavam aglomerados e não usavam máscaras, medida essa que não é permitida pelo Ministério da Saúde.

A equipe de reportagem do G1 entrou em contato com a Polícia Militar do estado de São Paulo para saber maiores informações sobre o caso, mas nada foi respondido. Ainda não se tem informação do policial militar que apareceu nas imagens supostamente agredindo os jovens. Nenhuma boletim de ocorrência foi registrado pelas vítimas.

São Paulo e coronavírus

Diariamente o governador do estado de São Paulo usa as redes sociais para se posicionar a respeito dos problemas do estado e também em relação à proliferação do novo coronavírus. De acordo com levantamento de alguns dados, São Paulo é considerado o estado mais atingido com o coronavírus no Brasil.

Nesse momento de quarentena foram registrados 1.037 mortes e 14,6 mil pessoas com o contágio do coronavírus.

Para atender aos enfermos, autoridades governamentais do estado criaram uma unidade hospitalar dentro de alguns estádios de futebol. O intuito, segundo algumas informações, é ampliar o atendimento médico para a população, tendo em vista que a maioria dos hospitais encontra-se superlotado por conta da grande demanda de atendimento.

João Doria informou que ainda não existe um prazo definido para a normalidade das atividades profissionais no estado. Segundo ele, até que um método não seja elaborado para coibir o contágio da doença, São Paulo irá continuar em quarentena.

Brasil e mortes

Um levantamento foi realizado pelo Ministério da Saúde a respeito de todas as mortes no país em decorrência do novo coronavírus.

Nesse período de pandemia no Brasil, foram registrados 2.629 mortes, 41.235 casos confirmados e 22.991 pessoas recuperadas. Agentes da saúde informam que o número continuará a crescer se não tiver um isolamento maior no país para coibir o avanço da doença.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!