Durante mortes e vitimados em relação ao novo coronavírus, atitudes solidárias estão sendo realizadas em toda parte do Brasil. Pelo fato da maioria dos estados aderirem ao uso obrigatório das máscaras cirúrgicas, o item de combate ao coronavírus está sendo distribuídos no Morro Reuter, que fica localizado na Região Metropolitana de Porto Alegre, no estado do Rio Grande do Sul.

De acordo com algumas informações, a cidade de Porto Alegre decretou o uso das máscaras desde o dia 18 de abril. Mediante a isso, alguns voluntários se mobilizaram para ajudam aquelas pessoas que não possuem condições financeiras para comprar o item de combate ao coronavírus.

Para obter as peças: um varal, instalado na frente do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município, em que é possível pegar uma das máscaras, gratuitamente. O intuito da campanha também é ajudar no combate ao novo coronavírus, tendo em vista que cerca de 28 pessoas morreram com a grave doença.

A campanha solidária conta com a participação de algumas costureiras que estão trabalhando de forma gratuita para ajudar a população da localidade. A distribuição de máscaras cirúrgicas irá se estender até que a pandemia do novo coronavírus seja controlada no país por entidades governamentais juntamente de agentes da Saúde.

Rio de Janeiro

Seguindo as normas de prevenção de alguns estados em razão da proteção, o prefeito do estado do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, declarou que, a partir de quinta-feira (23), novas medidas serão tomadas para a proteção da população carioca.

Informações apontam que as pessoas que não usarem as máscaras cirúrgicas poderão ser penalizadas com multas e até mesmo com prisões. O intuito, segundo palavras proferidas do atual prefeito, e fazer com que novas vítimas não surjam no estado do Rio de Janeiro.

Nesse período de quarentena, o Ministério da Saúde apontou que cerca de 490 pessoas morreram e pouco mais de 5 mil casos foram confirmados com a doença.

Outras medidas para coibir o contágio da doença também já estão sendo tomadas.

Assim que as primeiras mortes foram registradas, autoridades governamentais do estado do Rio tomaram medidas extremas. O atual governador, Wilson Witzel, informou que todas as atividades de lazer públicas ficarão suspensas nesse período de quarentena.

Auxílio emergencial

Em razão do vírus ter afetado a vida de muitos trabalhadores informais, o atual presidente da república, Jair Messias Bolsonaro (sem partido), decretou uma lei que irá beneficiar esses trabalhadores mensalmente com um valor de R$ 600, podendo ter um aumento no caso das mulheres que atestaram ser 'chefes' de família, o auxílio poderá chegar em até R$1200.

De acordo com informações, o benefício já está sendo disponibilizado para as pessoas que realizaram o cadastro para o recebimento do auxílio.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!