O dono e professor do curso AlfaCon, Evandro Guedes, deu algumas declarações polêmicas enquanto conversava com alunos do seu curso durante uma transmissão ao vivo. O ex-policial informou aos alunos o que iria acontecer se eles conseguissem entrar para a profissão.

"Me perguntam: 'Já bateu em muita gente?' Já, inclusive nas putas. Entrava e todo mundo tomava borracha. Você era violento na Polícia Militar? Muito violento. Evandro, você já pegou dinheiro? Dinheiro, não. Sou honesto para caramba, mas porrada sobrou. Homens, mulheres, velhos, crianças e adolescentes", disse o ex-policial militar.

Sobre a repercussão do caso, em nota, a assessoria da Secretaria do Estado da Polícia Militar do RJ declarou que Evandro Guedes teria exercido as funções de policial militar entre 1998 e 2007.

Durante o período em que era policial, Guedes teve alguns problemas relacionado aos crimes que cometeu. Em vídeos seus postados, ele já comentou tudo que passou enquanto exercia a função.

Evandro Guedes é bastante famoso por ter uma forma diferente de lecionar. Na maioria das vezes, ele argumenta sobre situações que viveu enquanto era policial. No YouTube, o canal do curso AlfaCon possui quase 2 milhões de seguidores. Os vídeos do canal são publicados semanalmente.

O vídeo da fala foi compartilhado no Twitter.

Nas últimas horas, o vídeo já teve quase 600 mil visualizações, 7 mil curtidas e mais de 3 mil comentários. A maioria das pessoas que assistiram ao vídeo foram contra as palavras ditas pelo ex-policial militar. Alguns internautas informaram que Evandro Guedes incentiva a prática de crimes, já que ele argumenta de forma risonha sobre os crimes que cometeu enquanto exercia a função de agente público da segurança.

Por outro lado, alguns internautas gostam da forma que o professor leciona. O dono do AlfaCon ainda não se pronunciou sobre as críticas sofridas nas últimas horas.

Evandro Guedes e Eduardo Bolsonaro

O dono do curso ficou bastante conhecido após o deputado federal Eduardo Bolsonaro realizar uma palestra para os alunos do curso. Durante a palestra, Eduardo Bolsonaro informou que para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF) basta "um soldado e um cabo".

Ele também disse que o curso AlfaCon era um dos melhores do país, tendo em vista que a forma didática é diferente dos demais cursos para as carreiras policiais.

Na época, Eduardo Bolsonaro foi criticado por ter dado a entender que militares poderiam fechar o Supremo Tribunal Federal. Inclusive ministros do STF chegaram a comentar a fala, sem citaram o nome do deputado.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!