A Caixa Econômica Federal, cumprindo determinação do governo, liberou nesta quarta-feira (dia 22) a primeira parcela do auxílio emergencial a respeito do coronavírus, para os beneficiários do Bolsa Família com final 4 no Número de Identificação Social (NIS).

Não é necessário fazer nenhum tipo de cadastramento prévio ou solicitar formalmente o benefício. O sistema do Governo identifica os beneficiários do BF que estão dentro das qualificações para receber o dinheiro e ganhavam menos que o valor do auxílio.

Bolsa Família tem pagamento liberado automaticamente

Essa é a primeira das três parcelas para esse grupo.

O beneficiário recebe o valor que pode ser sacado com seu cartão do Bolsa Família ou com o Cartão Cidadão, nas agências da Caixa Federal (terminais eletrônicos), lotéricas ou correspondentes bancários Caixa Aqui, sempre em nome no responsável familiar. Ou depósito em conta bancária para quem tem essa opção no benefício tradicional.

A Caixa também anunciou que vai antecipar a segunda parcela do auxílio emergencial para o público em geral, fora do BF, que começaria a ser creditado dia 15 de maio, para uma data ainda não definida. A medida é uma resposta aos atrasos sistêmicos que impedem uma boa parcela da população a receber o dinheiro e recebem a mensagem no aplicativo ou site de "em análise".

O aplicativo foi atualizado e desburocratizado segundo o banco. E mais: as pessoas que ainda não receberam a primeira parcela devem receber as duas juntas.

A previsão é que mais de cinco milhões de pessoas recebam o equivalente a R$ 4,3 bilhões nesta quarta-feira (22).

Atrasos burocráticos estão sendo resolvidos

A Caixa justifica os atrasos alegando que todas as informações que recebe via aplicativo ou site são encaminhados a Dataprev - que verifica os dados e avalia a legibilidade de acordo com a lei e reencaminha a Caixa com a aprovação ou os motivos que não foi aprovado.

Esse processo é feito em lotes de milhões de inscritos e após aprovados os pagamentos passam por liberação. Exceto nos casos do Bolsa Família, onde os beneficiários têm avaliação e aprovação automáticas, se dentro dos critérios.

Também recebem os créditos de forma automáticas as pessoas que estão no CadÚnico até 20/3 deste ano, tem conta na Caixa Econômica ou no Banco do Brasil. Quem não possui conta nesses bancos, receberá na Poupança Social Digital da Caixa Econômica.

Em abril Bolsa Família ganha mais R$ 1,2 bilhão do coronavaucher

Até o dia 30 de abril serão liberados mais R$ 1,2 bilhão do coronavaucher para quem está dentro do Bolsa Família, de acordo com o calendário que leva em conta os últimos dígitos do NIS.

Os saques em dinheiro também obedecem a um calendário, baseado na data do nascimento, para evitar aglomerações nos bancos e lotéricas e também evitar problemas de segurança.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!