O atual Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, deu uma declaração um quanto polêmica a respeito da proliferação do coronavírus em áreas mais carentes. De acordo com falácias proferidas por Mandetta, o surto do vírus ainda não chegou nas áreas carentes, mas deu um alerta.

"Peço que as comunidades segurem, não deixem entrar em espiral antes de o sistema estar mais preparado para atender. Já que o vírus iniciou pelas classes a e b, passou um pouquinho pela classe média, mas ainda não entrou nos bairros mais carentes", argumentou Mandetta. Pelas redes sociais, muitos internautas estão sendo contrários a posição do atual ministro.

Muitas pessoas entendem que o vírus já está presente nas áreas mais carentes.

Rio de Janeiro

Após os primeiros casos de mortes envolvendo a covid-19 no país, medidas extremas vem sendo tomadas por criminosos. Tendo o estado do Rio de Janeiro como exemplo, onde traficantes e milicianos ordenaram um toque de recolher depois de um determinado horários. Eles usaram as redes sociais e também chegaram a colocar faixadas na entrada das comunidades, com intuito de alertar a população local a não passearem nas ruas depois de um determinado horário. Aquelas pessoas que descumprirem com as ordens impostas por ele, poderão sofrer sérias consequências.

Além disso, milicianos e traficantes inibiram a entrada de turistas em algumas comunidades.

Pelo fato do estado do Rio de Janeiro ter diversas comunidades, muitos turistas vem a cidade para conhece-las. Com medo de uma possível proliferação do vírus, turistas estão impedidos de adentrarem nas comunidades cariocas até que a proliferação da covid-19 seja controlado no estado do Rio.

Com medo do vírus, traficantes também cancelaram alguns eventos que aconteciam nas comunidades, denominados como 'bailes funks'.

Na maioria das vezes, as festas reuniam milhares de pessoas, onde gerava um lucro muito alto para os criminosos, já que muitos aproveitavam esses eventos para vender bebidas alcoólicas e até mesmo entorpecentes. Mediante a proliferação da covid-19, muitos moradores de comunidades estão se prevenindo de todas as formas possíveis.

Covid-19

Apesar do vírus ter deixado centenas de mortes em todo o país, o estado do Rio de Janeiro é um dos menos afetados. De acordo com informações cedidas pelo Ministério da Saúde, cerca de 58 número de óbitos e com 1.246 casos confirmados. Mesmo com o número baixo, as autoridades governamentais continuam ressaltando a importância da prevenção. Diariamente, métodos de prevenção são compartilhados nas redes sociais por profissionais da área da saúde.

Apesar da informação a respeito da covid-19 ser bastante presente nas redes sociais e por meios televisivos, muitas pessoas continuam a desacreditar nas consequências provocadas pelo vírus.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!