Durante um podcast, o jornalista Diogo Schelp do UOL citou o presidente Jair Bolsonaro e citou os problemas que o chefe do executivo vem enfrentando nesses últimos dias. O jornalista levou em consideração uma entrevista coletiva realizada nesta última terça-feira (5), quando Bolsonaro elevou o tom com alguns jornalistas e repórteres na saída do Palácio da Alvorada. "Cala a boca, não perguntei nada!", gritou Bolsonaro ao ser questionado por jornalistas se havia pedido a troca do superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro, Carlos Henrique Oliveira.

Já na última quinta-feira (7), Schelp relembrou o momento que Bolsonaro se desculpou publicamente referente o tratamento que ele deu para os jornalistas.

"O presidente Bolsonaro está descontrolado. Ele nunca foi uma pessoa muito calma, mas ele está completamente descontrolado", contou Schelp durante o podcast.

Diogo ainda afirmou que o presidente poderia estar cometendo um crime em relação à nomeação do novo superintendente da PF. O colunista do UOL entende que o depoimento do ex-juiz federal e ex-ministro da Segurança e da Justiça, Sergio Moro, foi muito cuidadoso, onde Moro apresentou todos os possíveis crimes que Bolsonaro cometeu em relação à intervenção aos inquéritos da Polícia Federal.

Ator imita o presidente

Em meio aos problemas que o atual chefe do executivo vem enfrentando, o ator e humorista Marcelo Adnet publicou um vídeo em seu Twitter imitando Bolsonaro.

O vídeo mostra Adnet, que estaria representando o presidente, fazendo um churrasco e rasgando parte da Constituição Federal e ainda toma um drinque feito com cloroquina — medicamento este defendido por Bolsonaro para o tratamento em relação ao novo coronavírus. Vírus este que continua vitimando milhares de pessoas em todo o território nacional e mundial.

Marcelo Adnet é bem famoso por suas apresentações em meios televisivos e até mesmo pelas redes sociais.

Na legenda do vídeo, o ator escreveu: ''Sabe o fundo do poço? Então, não era o fundo ainda. Tem gente comemorando com carne mal passada e caipicloroquina este momento trágico''. O humorista alcançou a marca de 200 mil visualizações, cerca de 20 mil curtidas e mais de 4 mil comentários.

Até o fechamento dessa matéria, o vídeo continua tomando uma certa repercussão nas redes sociais, onde muitas páginas e perfils na internet estão repostando o conteúdo. O presidente ainda não se pronunciou sobre as críticas sofridas pelo ator da Rede Globo.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!