Por definição, o Partido dos Trabalhadores (PT) é um partido de esquerda, um dos maiores e mais importantes de toda a América do Sul. Atualmente, é o segundo maior partido do Brasil, com mais de 1,5 milhão de filiados, atrás apenas do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). O seu símbolo máximo é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Breve histórico

O PT foi criado em 1980 por intelectuais de esquerda e dirigentes sindicais com uma pegada socialista, querendo colocar em prática o socialismo democrático e recusando os modelos chinês ou soviético. Apenas em 1982 foi reconhecido como partido político pelo Tribunal Superior de Justiça Eleitoral.

Apesar de se afirmar socialista desde a sua fundação, diz ter oposição a modelos de socialismo já implementados, explicando que estes não são o "verdadeiro socialismo".

Primeiras eleições

Durante a década de 80, o partido participou de todas as eleições. Sua primeira vitória aconteceu em 1985, quando Maria Luíza Fontenele ganhou a prefeitura de Fortaleza, Ceará. Ela foi a primeira mulher a se tornar prefeita de uma capital brasileira. Alguns anos depois, em 1988, Luiza Erundina, também do partido, ganhou a prefeitura de São Paulo, primeira mulher a assumir o controle da cidade. A partir daí, o PT colecionou vitórias em cidades e estados.

A era Lula

Lula é o nome mais conhecido do partido entre os brasileiros. Sua trajetória começou em 1982, quando concorreu ao governo de São Paulo, mas perdeu. Em 1984, participou da campanha Diretas Já ao lado de nomes como Fernando Henrique Cardoso e Eduardo Suplicy. Sua primeira vitória aconteceu em 1986, quando ganhou o cargo de deputado federal de São Paulo com a votação mais expressiva até então. Ele participou da criação da Constituição Federal de 1988 e se posicionou a favor da jornada semanal de 40 horas, fundo de apoio à reforma agrária, aborto, soberania popular, entre outros assuntos.

Em 1989, 1994 e 1998, concorreu ao cargo de presidência da República, mas perdeu. Em 2002, conseguiu ser eleito presidente do Brasil e foi reeleito no segundo turno em 2006. Apesar de passos importantes para diminuição da desigualdade, como criação do Bolsa Família, o governo ficou marcado pelo escândalo de corrupção do mensalão.

Corrupção e controvérsias

O caso do mensalão rendeu 20 prisões, algumas delas cumpridas em casa. Entre os condenados, há grandes nomes do partido como José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares. Atualmente, o partido passa por mais um grande caso de descoberta de corrupção, que recebeu o nome de Operação Lava Jato, ou Petrolão.

Em fevereiro de 2015, a Operação começou sua nona fase com mais prisões preventivas ou temporárias e mandados de busca e investiga um esquema de lavagem de dinheiro que pode ter movimentado mais de 10 bilhões de reais.