Nesta última quinta-feira, 11, uma americana professora de teatro, Pamella Stigger foi surpreendida molestando seu aluno menor de idade. Ela, que tem 33, é casada e mora na cidade de Tamarac, no estado da Flórida nos Estados Unidos, foi flagrada nua fazendo sexo com um garoto de 15 anos dentro de seu carro, estacionado em um cruzamento de uma rodovia bastante movimentada.

A atitude de parar o carro em local de grande circulação chamou a atenção dos pedestres e moradores vizinhos, que, intrigados com o veículo parado, acionaram a polícia local. No ato da abordagem, foi constatada a prática sexual em local indevido e também o abuso de um menor de idade, caracterizado como crime de pedofilia.

Publicidade
Publicidade

Intimado a comparecer à delegacia de Tamarac acompanhado de um responsável, o menino, que demonstrava estar muito apreensivo com a situação, confessou que a professora havia oferecido carona para ele, prometendo levá-lo até em casa. Devido à aula ter terminado tarde, ele aceitou a gentileza de Pamella, que durante o percurso o agarrou, roubando-lhe um beijo. Indagado sobre o início do ato sexual, o adolescente relatou que a professora estacionou o carro e foi tirando a roupa dele, dizendo que queria ficar com o mesmo e que ambos não estavam fazendo nada de errado. O menor ainda confirmou que o ato foi consumado minutos antes da chegada da polícia.

Presa em flagrante, ela foi encaminhada para a delegacia e interrogada pelo delegado de plantão. De acordo com a matéria divulgada pelo jornal, 'The Sun', Pamella declarou ter sido seduzida pelo aluno a manter relações sexuais com ele após a aula.

Publicidade

A declaração da professora, que em nada convenceu os policiais, manteve a docente na delegacia, aguardando um novo depoimento da ré. Novamente diante das autoridades a fim de relatar o ocorrido, a professora de teatro afirmou que tudo não passou de uma aula de interpretação sensual, e que ela não estava abusando do menor e sim ensinando-o a encenar.

Embora os dois depoimentos dados pela docente não tenham convencido o delegado responsável pelo caso, Pamella foi solta após pagar uma fiança estipulada em US$ 80 mil. Mesmo em liberdade, a professora de artes cênicas usará uma tornozeleira de monitoramento, para que a polícia possa rastreá-la sempre que quiser e for necessário. Ela também foi demitida do colégio onde lecionava para o garoto e proibida de se aproximar de qualquer menor idade com o qual trabalhava na escola secundária.

O processo segue sendo investigado e ela corre risco de perder permanentemente sua licença de professora, bem como se condenada, a passar 15 anos detida em regime fechado. #professora faz sexo com aluno #professora transa com aluno #professora transa com aluno menor de idade